NOTÍCIAS

05/03/2018

Pesquisa vai traçar perfil do comércio e dos consumidores garibaldenses

A quinta-feira, 3 de maio, ficará marcada como uma data histórica para Garibaldi. Nesta ocasião, foi assinado o contrato de prestação de serviço entre a Prefeitura de Garibaldi e a Somos Romagna Mkt + Pesquisa, empresa que desenvolverá um estudo aprofundado sobre o varejo do município. A pesquisa fará o levantamento do perfil do consumidor e do comércio a partir de uma análise do comportamento e estilo de vida das pessoas, o que permitirá conhecer melhor o público e seus anseios.
A ideia conjunta de contratar o estudo partiu das três entidades que representam o varejo na cidade, CIC, Apeme e CDL. A análise iniciará nos próximos 60 dias a partir da observação da movimentação do varejo e das pessoas. Serão realizadas entrevistas pessoais para compreender os hábitos de consumo e sua relação com as empresas que lideram o mercado, assim como identificar crenças e valores.
A pesquisadora Cristiane Romagna, proprietária da empresa Somos Romagna Mkt + Pesquisa, atua há 20 anos com planejamento e execução de projetos de pesquisas qualitativa e quantitativa. Entre seus clientes estão Marcopolo, Randon, Marelli, Suspensys, Rasip, Casa Valduga, Vivo, Todeschini, Criare, Carraro, Melnick Even, Fisa Incorporadora, Sindmóveis, Ibravin e Movergs. “O varejo evoluiu mais na última década do que em centenas de anos. O ato de vender jamais teve tantas variáveis como hoje. O fato é que um novo comportamento de consumo tem se desenhado em virtude do cenário econômico, mas também da velocidade com que novas alternativas de consumo e comportamentos se instauram. A tecnologia trouxe uma revolução, o que deve se consolidar ainda mais visto algumas tendências como a inteligência artificial e a experiência”, analisa Cristiane.
A pesquisa fará o levantamento do perfil de ambos os públicos, a partir de uma análise do comportamento e estilo de vida das pessoas, o que permitirá conhecer os consumidores e as pessoas para a entrega de uma proposta de valor verdadeira. “Além do comportamento, necessidades e desejos, faz parte do desafio compreender a importância da inovação para os negócios e as pessoas, além de identificar os aspectos que moldam este comportamento e a decisão de compra”, salienta a pesquisadora.
Durante a assinatura do contrato, o prefeito, Antonio Cettolin, falou sobre a importância da pesquisa para o varejo. “O município busca diariamente iniciativas para oportunizar resultados para o nosso comércio que está bom, mas sempre pode melhorar. Este projeto de pesquisa vem sendo pensado desde o ano passado e possibilitará os empreendedores a entenderem algumas demandas, crescer através de dados concretos e números, dos quais acredito muito,” finalizou Cettolin.
A presidente da CIC, Alexandra Nicolini Brufatto, diz que a pesquisa vai oferecer subsídios importantes para que as entidades que representam o varejo em Garibaldi possam definir ações específicas para melhorar o desempenho dos empreendimentos. Segundo ela, é preciso valorizar as empresas e as entidades e, com o apoio da Prefeitura, este trabalho vai propiciar uma radiografia da realidade comercial. “Assim como o Balanço Econômico dá um panorama geral do potencial produtivo de Garibaldi, este trabalho vai desencadear significativas possibilidades de iniciativas.”
Na visão da presidente da Apeme, Rosângela da Costa, o estudo vai possibilitar uma mudança consciente. “A diretoria e colaboradores da Apeme vêm percebendo um forte anseio dos comerciantes em entender melhor o comportamento do consumo, tendo em vista todas as mudanças que a tecnologia e as novas formas de relacionar trouxeram. Assim, consideramos muito importante este trabalho conjunto com o município e entidades parceiras, para juntos trazermos novas visões ao comércio local”, diz.
Para o presidente da CDL, Carlos Adriano Morari, a compreensão do posicionamento dos estabelecimentos comerciais e a definição do perfil do consumidor e seus hábitos é uma atitude madura das entidades e do município, que só tem a gerar frutos para todos os protagonistas deste setor. “Sendo um trabalho inédito, teremos dados concretos que definam o estilo de vida das pessoas que compram em Garibaldi, o que esperam do varejo local e quais são as oportunidades que ainda não estão sendo aproveitadas”, salienta.

Compartilhe

Últimas notícias

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Como podemos ajudar ?