NOTÍCIAS

12/12/2017

O associativismo pressupõe iniciativas coletivas e cooperação constante

O final de ano traz consigo a premente necessidade de realizar balanços e avaliar as ações desenvolvidas durante o período. Além disso, também serve para estabelecer o fechamento do planejamento para o ano que se aproxima.
Tivemos em 2017 um ano que chegou trazendo esperanças de recuperação da economia nacional, mas que se demonstrou tão duro quanto os anteriores, exigindo equilíbrio, atenção e, principalmente, ações pontuais, sem nenhuma margem de erro.
Neste sentido, a CIC manteve seu papel institucional e ampliou os serviços oferecidos para as empresas associadas, estando atenta, sobremaneira aos assuntos de maior relevância à classe empresarial.
A criação de vários comitês temáticos já possibilitou a realização de inúmeros eventos específicos que trouxeram à pauta uma visão profissional e conceituada sobre temas de extrema atualidade, como a reforma trabalhista, a obrigatoriedade do Manifesto de Carga Eletrônico e a discussão sobre o comportamento das gerações na era da comunicação digital.
Neste balanço anual de projeções e de ações, podemos afirmar que encerramos o ano com um saldo muito gratificante, aproximando cada vez mais os associados da entidade e entre si.
O associativismo pressupõe iniciativas coletivas e a cooperação constante entre todos os protagonistas. Se o ano não trouxe os resultados mais esperados, pelo menos demonstrou que a união e o compartilhamento de ideias são a base deste movimento.
O reajuste das mensalidades, realizado em janeiro de cada ano terá, em 2018, um diferencial levando em conta os grandes desafios que as incertezas da economia nacional impuseram aos empresários.
Geralmente era utilizado o índice da inflação para adequar o valor pago pelas empresas associadas. Diante deste cenário, a diretoria da entidade entendeu que seria um gesto sensato abrir mão de parte da receita como forma reconhecer o esforço dos empreendedores.
Desta maneira, a CIC mantém-se parceira e fortalece o espírito associativista, com um reajuste simbólico, podendo ser mais entendido como um arredondamento de valores do que um acréscimo no valor das mensalidades.
Nossos votos de um Feliz Natal e um 2018 de muitas conquistas.
Alexandra Nicolini Brufatto
Presidente da CIC

Compartilhe

Últimas notícias

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Como podemos ajudar ?