NOTÍCIAS

A permanente busca pela excelência e alta performance

A diretoria da CIC foi desafiada em 2017 a indicar temas que deveriam ser trabalhados pela entidade para manter a constante oferta de serviços aos associados, principalmente no que se refere a qualificação e aperfeiçoamento de pessoas e equipes.
Um dos maiores desafios empresariais da atualidade, sem qualquer dúvida, é promover a excelência em todas as etapas de negócios, sejam elas de produção, de vendas, logística, marketing, prestação de serviços ou pós-vendas, entre tantas outras.
Para isso, crescem sobremaneira os investimentos que as empresas realizam em motivação de pessoal, organização funcional e a busca pela alta performance das equipes. Mas como atingir esse nível, se as influências externas que afligem os funcionários de uma organização são cada vez maiores e, em escala progressiva, cada vez mais negativas.
Neste sentido, com o apoio do consultor Jonis Rocha, a entidade desenvolveu o projeto Ativa CIC, que teve como principal objetivo provocar debates para que a entidade amplie ainda mais sua participação na busca de soluções e benefícios para seus associados e comunidade.
A diretoria geral entendeu muito bem a dinâmica do projeto, reconhecendo que a essência do trabalho de um diretor da CIC é preservar a entidade e deixar um legado. Foi o trabalho desenvolvido pelas diretorias anteriores que trouxeram a entidade até aqui e a tornaram forte.
A razão de ser desta entidade é a chave para o fortalecimento do associativismo e isso é muito maior do que ela mesmo. Deste trabalho resultou a definição pela criação de dois novos departamentos a partir de 2018.
Tanto o de Inovação e Tecnologia como o de Comércio Exterior terão como missão estudar e propor ações que proporcionem conhecimento e informações a nossos associados.
Este modelo já foi adotado e trouxe ótimos resultados em 2017 com atividades ágeis e pontuais nas áreas de recursos humanos, comunicação e marketing e infraestrutura.
Reafirmamos nossa crença no associativismo e nossos exemplos demonstram este propósito, cientes de que os motivos que nos unem sempre terã força o suficiente para criarmos caminhos de desenvolvimento coletivo.
Alexandra Nicolini Brufatto
Presidente da CIC

Compartilhe

Últimas notícias

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Como podemos ajudar ?